4 de março de 2015

Transmita ensinamentos | Consumismo Infantil | Teste


Hoje vim compartilhar com vocês uma nota que escrevi no começo do blog lá no facebook. Acontece que agora sou mamãe e lidamos com nossos princípios diariamente e muitas vezes sem perceber. Procuro sempre pensar: "Isso que estou fazendo para o Nícolas hoje vai influenciar a ele ser como futuramente?" 
Uma das coisas que os papais e mamães deveriam se preocupar é sobre o sistema de consumismo infantil. 
Aparentemente quando as crianças são pequenas certas coisas parecem ser insignificantes, quando na verdade interferem no caráter. Crianças que são bombardeadas com o consumismo enfrentam na vida adulta várias dificuldades, passando por falta de domínio próprio até problemas financeiros. No >Educar para Crescer< li que "até os 12 anos, a criança não possui senso crítico para entender o significado da publicidade. Em casos extremos, o consumismo pode levar a problemas como obesidade" infantil e erotização precoce.
É possível adotar dentro de casa e na escola atitudes para proteger as crianças do consumismo. Impor limites, dialogar e refletir sobre a própria postura como consumidor são algumas das possibilidades. Veja algumas dicas que separei para compartilhar com vocês comadres:
  • Não dar para as crianças brinquedos que facilmente se quebrem. Fazer isto corresponde a transmitir lições de destruição e consumismo. As crianças devem ter poucos brinquedos, e que sejam fortes e duráveis. Tais sugestões, por pequenas que possam ser (ou parecer tolas) muito significam na educação da criança.
  • Estabeleça limites quanto ao uso da televisão e internet que são os principais meios de publicidade. Aqui em casa o Nícolas não assiste a qualquer desenho nem a qualquer canal de tv. O tempo em que a criança passa em frente a tela também é fundamental em outros aspectos da vida. 
  • Faça passeios e atividades em família que não envolvam consumo. Idas aos parques, andar de bicicleta, tempo em meio a natureza, brincadeiras e leituras são uma ótima opção e fortalecem o vínculo familiar.
  • Os pais e os professores podem estimular o consumo consciente com atividades simples como hábitos alimentares corretos e sem desperdício.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

palavra chave